: : O espírito estradeiro do amigo Alencar Moraes : :

Viajar é uma das melhores maneiras de espairecer a mente, o corpo, a alma e o coração. Além do mais, poder encontrar amigos, bater um papo, falar sobre gostos comuns e partilhar experiências é uma das melhores maneiras de sentir-se vivo. Há tempos venho falando que boa parte da parte boa de viajar já se perdeu. Hoje você viaja com horários marcados para embarque, desembarque, check in, check out, hora do café, do almoço, do jantar... e onde entra a parte do descanso, do relaxamento, da curtição...???

Enquanto a lobotomia social tomou conta de boa parte das pessoas, existem aquelas que viajam pelo simples prazer de viajar. O caminho torna-se mais prazeroso que a estada, em boa parte das vezes. Parar para apreciar uma paisagem, demorar para chegar, voltar sem pressa, descansar no destino, aproveitar a estada com amigos de verdade e saber que a recepção será sempre dada com um largo abraço e um enorme sorriso.

Poucos entendem e até mesmo repudiam as práticas e os costumes de quem tem suas raízes fortes na terra onde vive, mas que precisa sair para dar um "alô" para o mundo lá fora.

Chega mais, vou te apresentar um amigo.


O cara e o carro

O cara da foto é o amigo Alencar Moraes, já o carro da foto é mais do que conhecido entre os apaixonados automotivos. Ame-o ou odeie-o, o VW Sedan (vulgo, Fusca) é mais um protagonista desta história que reúne carros, amigos, viagens e muita descontração. A intervenção veio por intermédio dos amigos Rodrigo Beghetto e Hermes Cicilioti. Foram eles que me apresentaram a disposição que Alencar tem e que causa admiração àqueles que conhecem e valorizam a essência da cultura aircooled nacional.


Aqui cada adesivo tem um motivo. Faltou espaço nas malas para tanta viagem

Residente em Nazaré da Mata, Pernambuco, Alencar utiliza seu Volkswagen Sedan 1970 (um primeira série com motor 1.600 cc monocarburado, sem tapete, sem forração, sem carpete, sem rádio... conhecido como Enferrujado) para percorrer mais de 8.000 km durante um ano apenas em estradas. Para trajetos mais próximos, uma Kombi Cabrita em processo de estradeiramento (está sendo preparada para cair na estrada) é o carro que leva Alencar aos encontros em sua cidade e arredores quando seu Fusca está distante.



Alencar, o Enferrujado e sua Kombi Cabrita

A brincadeira toda começou em 2010 com os mais de 3.250 km que separam Nazaré da Mata/PE e Curitiba/PR sendo transpassados a bordo de um avião para participar do Dia Nacional do Fusca, promovido pela galera do RustedLive. Isso se repetiu em 2011, mas algumas ideias já estavam sendo plantadas. Em 2012 foi a vez do Enferrujado encarar a estrada durante uma semana para chegar na capital paranaense. O carro foi e voltou para Nazaré da Mata/PE sem grandes problemas.

Em 2013 o caminho a percorrer seria maior, assim como a estada do veículo. Voltou com o Enferrujado para aquela que seria a última edição do DNF em Curitiba sob a batuta do RustedLive. Voltou rodando para casa e logo mais pro meio do ano foi para o sudeste afim de participar do 3° Encontro HotVolks. Então Alencar rumou para Curitiba/PR e deixou o carro na casa de Rodrigo, voltando de avião para Pernambuco e retornar somente em Dezembro, onde buscaria o carro e seguiria para o VolksFriends, evento promovido pelo grupo PomerVolks, em Pomerode/SC, em comboio com a galera de Curitiba e para lá voltaria.

Em 2014 a peregrinação começou com a saída de sua cidade, indo de avião para Curitiba para participar com o Fusca do Camping RustedLive. Voltou para casa de avião e retornaria em Outubro para buscar o Fusca e ir participar do 6° Bubble Gum Treffen, em Águas de Lindóia. De lá rumou para o Piracicaba/SP, para se encontrar com os amigos do grupo Dropped Volks e logo depois para 4° Encontro HotVolks, em São Paulo/SP. Aproveitou, curtiu, conheceu e reviu os amigos, seguindo para Curitiba onde deixou o carro e voltou de avião para casa, pois em 2015 a rota de viagem já está traçada: Em Janeiro tem Camping Rusted Live e o carro fica em Curitiba. Em Março volta de avião para buscar o Enferrujado e seguir de comboio para o Brazilian Folks In Ride com a galera de Curitiba e leva o carro de volta para casa, voltando só em Setembro ou Outubro, rodando com o Enferrujado, para seguir para o HotVolks/SP, BGT/SP, VolksFriends/SC e daí começar o ano (e o ciclo) todo novamente em 2016.


Em Curitiba/PR, o Enferrujado junto com o Sedan'71 do amigo Rodrigo

Confesso que rola um pouco de inveja admiração por parte deste que vos escreve vendo a enorme disposição do amigo Alencar ao cruzar o país, a bordo de seu VW, conhecendo pessoas, encontrando amigos, reforçando laços, construindo novas amizades, aproveitando a viagem, tornando mais forte a conexão entre ele e seu Enferrujado, arrancando sorrisos por onde passa... pois todo aquele que se envolve com a cultura aircooled e conhece as raízes daquela que já foi e hoje luta para se manter como uma das mais acolhedoras, dispostas e envolventes sociedades mundiais de relacionamento automotivo, sabe que não há prazer maior dentro desta união que poder encontrar um amigo distante para agradecer-lhe pelas orientações, dicas, conselhos e até peças doadas!



No portão da cidade de Pomerode/SC e nos eventos que tornam a vida mais completa

Aqui cabe um parêntese deste ébrio (sim, a cachaça continua), velho (sim, a idade já pesa sobre os ombros) e chato (coisa normal) escriba: Tenho grandes amigos espalhados em todo o território nacional e alguns até fora daqui que sempre me ajudam em minhas dúvidas fusquísticas. Tenho com eles um compromisso moral e comigo um compromisso próprio de um dia encarar as estradas desse país para pagar-lhes uma cerveja, falar de Fuscas, dar risadas e aproveitar o que a vida tem de melhor: as amizades que ela proporciona.

Eu quero (e vou) de Fusca, assim como o amigo Alencar faz, assim como ele exemplifica com toda a simplicidade, tranquilidade e paciência. Coisas que só um fusqueiro tem e adquire com seus amados aircooleds. Não tem nada a ver com "cena automotiva", "grupo de facebook", "clube de frisinho" ou qualquer outro agrupamento narcisista que só leva em consideração mostrar seu carro para aparecer. Estou falando de algo que há tempo vem morrendo, acabando, sendo esquecido, deixado de lado em detrimento de "likes", "curtidas" e outras formas de bajulações explicidas.

A tal "cena automotiva" vem tomando lugar da amizade e da vontade de ajudar. Conversava com um amigo há algum tempo sobre a mediocridade que tomava conta dos fóruns e das timelines. Aquela coisa bacana que víamos há uns cinco anos ou mais vem sendo devorada por ostentações desnecessárias e zoações desmedidas. Isso já encheu o saco de muita gente que, assim como eu, já não tem mais paciência para atualizar suas páginas com o andamento de seus projetos, não frequenta, não alimenta e não compartilha nos fóruns as boas soluções que encontra para seus problemas automotivos corriqueiros.

Cruzar os caminhos com o de pessoas como o amigo Alencar, me faz refletir sobre algumas coisas, posturas e determinações. O simples fato da viagem não o mais importante, mas como se chega lá e para quê se chega é o que reacende o desejo de colocar aquele velho projeto de pagar umas cervejas pelo Brasil afora de volta à mesa de planejamento!

Obrigado pela lição, amigo.
#CHORAMORAES

5 Acelera!!!:

  1. Rafa, tenho a honra de conhecer o Alencar e de poder ter viajado com ele a bordo do Enferrujado (Recife-Natal, em Agosto/2014). Homem de gostos simples, sorriso largo e bom humor característico. Vamos trabalhar para por essas ideias em prática! Rodar o país a bordo do velho e conhecido boxer. Como Alencar mesmo diz: "eu me preparo para ir e voltar".

    Planejamento, manutenção em dia e pé na estrada!

    :D

    ResponderExcluir
  2. Que rasgação de seda entre Bentola e Rafola, a bichona de Brasília nunca vai vir pro sul, o dia que isso acontecer, algumas rodadas de chopp serão por minha conta.................... Sobre o Baiano em questão, este cara faz, aquilo que toda pessoa que anda no meio VW-ar adoraria estar fazendo, que é andar pelo Brasil afora, na busca de eventos aircooled, conhecendo aquelas pessoas, que há anos conhecemos principalmente através dos fóruns sobre fusca. E outra, espero que o Alencar pague a promessa feita em Pomerode, que é vir aqui em Floripa para que possamos comer e beber a beira da praia o dia inteiro, se quiser vem junto Rafola e Bentola, pago a rodada aqui mesmo em Floripa, dá nada. O Bento sei que vem, mas vou esperar o Rafa sentado se não vai cansar..............kkkkkkkkkkkkkkk. Grande abraço à todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hauahuahauhauhauahuahau
      No dia que eu começar a viajar, vou ficar bêbado nos quatro cantos do país!

      Excluir
  3. Show de "post", concordo plenamente com os últimos parágrafos. Muitos andam afastados pelos mesmos motivos.
    E quanto ao Alencar, esse cara é o cara !!! Parceirão pra todas as horas ... Um dia pede pra ele contar a estória da subida da serra levando um saveiro a ar com apenas 2 cilindros funcionando ... rsrsrs. Volks a ar é isso, amizade e aventura !!!

    ResponderExcluir
  4. #choramoraes
    #barradosnobaile
    #chopp22anos
    #bentoviado

    ResponderExcluir